Participe conosco deste desafio: zerar o número de mortes evitáveis 

Participe conosco deste desafio: zerar o número de mortes evitáveis 

Criada em dezembro de 2015, a Fundação para Segurança do Paciente tem por objetivo promover a redução de danos e mortes evitáveis no cuidado à saúde, por meio da participação ativa de pacientes, profissionais da área da saúde e sociedade civil 

Em todos os nossos serviços e ações, um objetivo nos guia: a segurança do paciente. “Quando tudo é voltado nesse sentido, o restante: custos, equipes, equipamentos, ambientes, medicamentos, etc. se equilibra para os melhores resultados, e o que mais importa, a vida, fica em primeiro lugar”, diz nosso CEO e diretor médico Wanderson M. Carvalho. 

Por isso, saldamos e apoiamos a Fundação para Segurança do Paciente (FSP), uma organização multidisciplinar, criada em dezembro de 2015 com o objetivo de promover a redução de danos e mortes evitáveis no cuidado à saúde, por meio da participação ativa de pacientes, profissionais da área da saúde e sociedade civil. 

“Acreditamos que a colaboração entre todas as partes é muito importante para atingirmos esse objetivo, e a fundação tem a função de levar informações e criar esse engajamento e essa cultura colaborativa”, explica a médica anestesiologista Dra. Aline Yuri Chibana, presidente da FSP. Segundo ela, a atuação conjunta de instituições de saúde e pacientes deve ser a forma mais eficaz de tratar os desafios relacionados à segurança e à qualidade na saúde. 

A FSP é representante na América Latina da Patient Satety Movement Foundation, cujo objetivo é zerar o número de mortes evitáveis.  

Dados que você precisa conhecer

– Entre 20% e 40% de todo o gasto em saúde é desperdiçado pela qualidade deficiente. 

– A cada 15 minutos, 10 brasileiros morrem por falhas na assistência à saúde. Destes, sete poderiam ser salvos. 

– No Brasil, estima-se que cerca de 400 mil pessoas morrem anualmente por erros na assistência à saúde. 

– As infecções hospitalares afetam 14 de cada 100 pacientes internados. 

– Pelo menos um em cada 10 pacientes pode sofrer algum tipo de dano no hospital. 

– Na América Latina, o Estudo Ibero Americano de Eventos Adversos na Atenção (IBAEAS), realizado em cinco países entre 2007 e 2009, mostrou que 10,5% dos pacientes hospitalizados sofrem algum tipo de evento adverso. Destes, 58,9% poderiam ter sido evitados.

FSP na internet: 

https://www.youtube.com/channel/UCf7xxidZQVYHGO3gOAGtg1A 

https://www.instagram.com/fundacaofsp/  

https://www.facebook.com/fsp.org/ 

http://www.segurancadopaciente.org/  

Patient Safety Movement: 

http://patientsafetymovement.org/

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.