Haptoglobina para pacientes com insuficiência renal crônica em cirurgia cardíaca pode diminuir o risco de lesão renal aguda no pós-operatório

Haptoglobina para pacientes com insuficiência renal crônica em cirurgia cardíaca pode diminuir o risco de lesão renal aguda no pós-operatório

Um estudo realizado no Hospital da Universidade de Kobe, Japão, que foi publicado em um encontro anual da Sociedade Americana de Anestesiologistas, concluiu que a administração intraoperatória de haptoglobina em pacientes com insuficiência renal crônica, em cirurgia cardíaca, está independentemente associada com o risco diminuído de lesão renal aguda pós-operatória.

A insuficiência renal aguda (IRA) pós-operatória é comum em pacientes com cirurgia cardíaca, especialmente aqueles com insuficiência renal crônica. A circulação extracorpórea pode aumentar a hemoglobina livre de plasma devido à hemólise. O estudo partiu da hipótese de que, como a hemoglobina livre de plasma é considerada um agente nefrotóxico, a haptoglobina teria potencial para prevenir a IRA naqueles pacientes.

Para saber mais detalhes sobre o estudo, acesse a página The Anesthesiology Annual Meeting (em inglês).

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.